Search billions of records on Ancestry.com
   

Ancestors of Olyntho Family

Ninth Generation


288. DOMINGOS RODRIGUES COBRA 1 was born in Nossa Senhora da Assunção do Castelo, Almada, Portugal. He was christened on 21 Sep 1670 in Nossa Senhora do Monte de Caparica, Almada, Portugal. He died in Cacilhas, Portugal. He was buried on 6 Apr 1749 in Matriz de Santiago, Almada, Portugal. He married ANTÔNIA MARIA DE JESUS on 28 Dec 1693 in Matriz de Santiago, Almada, Portugal. [Parents]

Nomeado Sargento-Mor em 07-05-1718 `as fls. 175 e 175v. no Livro Primeiro da Camara de Vila do Carmo ( Arquivo da Cúria da Diocese de Mariana).

289. ANTÔNIA MARIA DE JESUS 1 was christened on 3 Feb 1675. She died in Almada, Portugal. She was buried on 18 Jul 1745 in Matriz de Santiago, Almada, Portugal. [Parents]

[Child]


290. Sargento-Mór MANOEL NUNES DE GOUVEIA 1, 2 was born in São Julião, Patriarcado de Lisboa, Portugal. He married ROSA LEME DO PRADO. [Parents]

MANUEL NUNES DE GOUVÊA
Manuel Nunes de Gouvêa, o sogro de Bernardo, está ligado aos primórdios da história das Minas. A patente de "sargento mor das ordenanças do distrito do Caminho Velho, comarca do Rio das Mortes" lhe foi passada em 1725 pelo governador Dom Lourenço de Almeida. Está registada à fl. 48 v. do livro de Registro de Patentes da câmara de São João del Rei.
Residia o Sargento-Mor na freguesia de Baependi, onde nasceram suas quatro filhas e o filho José Angelo.
Entre os raros documentos sobre Manuel Nunes está um requerimento encontrado por Guimarães (Op. cit., p. 215) ou (1990, p. 215) no qual José Angelo de Gouvea, candidato ao sacerdócio, pede investigação De Genere no ano de 1761. A petição inicial dizia "Exmo. e Revmo. Snr. / Diz José Angelo de Gouvêa, natural e batizado na Freguesia de Na. Sa. do Monsarrate de Baependi, Comarca do Rio das Mortes, dêste Bispado de Mariana, filho legítimo do Sargento Mor Manuel Nunes de Gouvêa, natural e batizado na freguesia de São Julião da Cidade de Lisbôa, e de D. Rosa Maria do Prado, natural e batizada na Capela de Na. Sa. da Piedade que era filial da Matriz da Vila de Santo Antônio de Guaratinguetá, Bispado de São Paulo, e hoje Freguesia; neto pela parte paterna de Manuel Gonçalves Fremes, natural da Vila de Souzel, Bispado de Elvas em Alentejo, e de Margarida Josefa de Gouvêa natural e batizada na Freguesia da Madalena da Cidade de Lisboa onde sempre viveram na Rua da Vitória, sendo Boticário, neto por parte materna de Antonio da Rocha Leme natural de Freguesia de Santana da Vila de Parnaiba, Bispado de Sao Paulo, e de Antonia do Prado de Quevedo natural da Vila de Santo Antonio de Guaratinguetá do mesmo Bispado de Sao paulio, os quais veram muitos anos na Freguesia de Baependi deste Bispado aonde morreram, que ele suplicante deseja muito servir a Deus no estado sacerdotal, sendo do agrado de Va. Excia. e porque para conseguir este fim precisa mostrar a limpeza do seu sangue mandando-se proceder nas diligencias necessárias para a origem dos seus antecedentes, etc. etc..." Segundo Guimarães essa petição foi despachada favoravelmente em Mariana em 3-11-1761. Infelizmente só existe a petição inicial". Nada mais soube o autor sobre José Angelo de Gouvêa.
Face a esse achado, revelador de que seus pais na judiaria de Lisboa, há pouco espaço para dúvida de que Manuel Nunes fosse cristão novo, e de que inclusive o sobrenome Gouvêa de sua mãe fosse emprestado de cristãos velhos portugueses.
Por carta de 26 de janeiro de 1726, o Sargento-Mor recebeu uma sesmaria junto à propriedade que já possuía no lugar chamado Palmeira, no Caminho Velho. Ali, à beira da estrada, em terreno que comprara ao Alferes Alberto Pires Ribeiro, Manuel Nunes de Gouvêa tinha um estabelecimento no qual dava pousada aos viajantes. A concessão da sesmaria atendia a uma petição sua feita ao governador Dom Lourenço de Almeida para que lhe fosse confirmada légua e meia de terras nas quais já vinha plantando sua roça e criando gado, para a parte do nascente, "servindo-lhe de rumo a Boa Vista".
No Caminho Velho residia também o concunhado de Manuel Nunes, o português Capitão-Mor Tomé Rodrigues Nogueira do Ó, casado com Maria Leme do Prado, irmã de sua mulher, tronco dos Nogueira de Baependi. Tomé Rodrigues Nogueira do Ó é o "ilhéu" em cuja casa o Conde de Assumar foi recebido "com magnificência", lá pernoitando, como consta do diário da viagem do Conde, transcrito no Apêndice.
Com o grande desenvolvimento da vila de Santo Antônio do Val da Piedade da Campanha do Rio Verde, depois apenas "Campanha", para lá mudou-se o Sargento-Mor Manuel Nunes de Gouvêa e também Bernardo da Cunha Cobra com a mulher e seus primeiros filhos. Em seu trabalho O Sargento Mor Manuel Nunes de Gouvêa - Um Povoador do Sul de Minas, J. Guimarães (l949), informa que o Sargento-Mor teria falecido na Campanha entre os anos de 1758 a 1767, e sua mulher, Rosa Maria do Prado, em alguns documentos Rosa Leme do Prado, faleceu naquela vila em 8 de agosto de 1750, com pouco mais de 60 anos.
fonte: http://www.jbcultura.com.br/gde_fam/pafn243.htm#6373

291. ROSA LEME DO PRADO 1, 2 was born in Nossa Senhora da Piedade de Guaratinguetá. She died on 8 Aug 1750 in Campanha, MG, Brazil. [Parents]

Nossa Senhora da Piedade de Guaratinguetá, atual Lorena

[Child]


Home First Previous Next Last

Surname List | Name Index